IV Teia da Memória aprova minuta sobre conselho participativo

IV Teia da Memória aprova minuta sobre conselho participativo

Foi encerrada na noite desta terça-feira (25), em Belém (PA), a IV Teia da Memória.

Realizada pela primeira vez como parte da programação oficial do Fórum Nacional de Museus (FNM), o encontro reuniu durante três dias representantes de Pontos de Memória, e outras iniciativas de memória e museologia social do Brasil, para discutir e deliberar sobre os rumos das políticas públicas para a área nos próximos anos.

A plenária de encerramento culminou com a aprovação de minuta de portaria, a ser editada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que irá instituir o Conselho de Gestão Participativa/Compartilhada do Programa Pontos de Memória.

Teia da Memória: participantes se reuniram para além da programação oficial

Teia da Memória: participantes se reuniram para além da programação oficial

O conselho, cuja composição contará com representantes do governo e da sociedade civil, será uma instância colegiada permanente de debate e articulação para a construção e fortalecimento de políticas públicas de museologia social.

A minuta aprovada trouxe contribuições pactuadas pelos participantes da quarta edição da Teia da Memória ao texto proposto pelo Ibram, e será agora encaminhada à Procuradoria Federal junto ao instituto para os ajustes finais.

Além dos debates sobre a portaria de criação do Conselho de Gestão Participativa/Compartilhada, o encontro realizou no dia 23. uma  mesa-redonda sobre o tema Reflexões sobre conceitos-chave da museologia social no contexto internacional, além de palestra sobre A gestão participativa/compartilhada do Programa Pontos de Memória no âmbito das políticas para a área cultural no Brasil, com a procuradora-chefe do Ibram, Eliana Sartori.

A exposição Memórias Plurais, apresentações musicais, um circuito pelo Museu Goeldi e performances também compuseram a programação. Saiba mais.