IV Teia da Memória começa dia 23 no Museu Goeldi em Belém

IV Teia da Memória começa dia 23 no Museu Goeldi em Belém

A quarta edição da Teia da Memória, encontro que reúne representantes dos Pontos de Memória  e projetos de memória e museologia social do Brasil, terá início dia 23 de novembro (domingo), véspera da abertura oficial do 6º Fórum Nacional de Museus (FNM). O encontro será realizado no Museu Paraense Emílio Goeldi neste dia e terá sequência no Hangar nos dias 24 e 25.

A mexicana Teresa Morales é a convida internacional do dia

A mexicana Teresa Morales é a convidada internacional do dia

A mesa de abertura da Teia da Memória 2014 começa às 14h30, quando o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, dividirá espaço com o diretor e a coordenadora do Departamento de Museologia Social e da Educação do Ibram, João Barbosa e Cinthia Oliveira, o diretor do Museu Paraense Emílio Goeldi, Nilson Gabas Júnior, e a representante da Comissão Teia da Memória, Helena Quadros.

Às 15h, a primeira mesa redonda tem como tema Reflexões sobre conceitos-chave da museologia social no contexto internacional, com o museólogo do Museu da República/Ibram, Mário Chagas, a coordenadora do Programa de Museus Comunitários de Oaxaca (México), Teresa Morales Lersch, e a presidente da Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários, Terezinha Resende.

Os palestrantes vão refletir sobre alguns conceitos a partir dos quais o Programa Pontos de Memória do Ibram desenvolve suas ações de apoio e fomento a projetos e processos de memória e museologia social brasileiros. Para participar do evento no Museu Goeldi, os interessados devem se dirigir à portaria localizada na Avenida Magalhães Barata, 376. Saiba mais.

Gestão participativa
No dia 24 (segunda), às 9h, os participantes farão a leitura e a aprovação do regimento interno da Teia da Memória. Às 11h, a procuradora-chefe do Ibram, Eliana Sartori, ministra palestra sobre A gestão participativa/compartilhada do Programa Pontos de Memória no âmbito das políticas públicas para a área cultural no Brasil.

Exposição reúne produção de Pontos de Memória

Exposição reúne produção das redes de Pontos de Memória

Entre 14h30 e 18h, estão programadas a apresentação e votação das propostas sistematizadas ao longo dos encontros regionais sobre a minuta de portaria que instituirá o Conselho de Gestão Compartilhada/Participativa dos Pontos de Memória.

No dia 25, entre 9h30 e 10h30, ocorre a votação das entidades e dos membros da sociedade civil que irão compor o Conselho de Gestão do Programa Pontos de Memória. A plenária de encerramento está programada para as 11h. Confira a programação geral da IV Teia da Memória.

Atividades culturais
Durante os três dias do encontro, atividades culturais serão oferecidas aos participantes da IV Teia da Memória. No dia 23, um show lítero-musical do Grupo Abrapalavra abre o evento.

O Abrapalavra é formado por uma dupla de artistas cujos trabalhos dialogam com as pesquisas da tradição oral, estudos independentes, criação de grupos de narradores e atividades de formação, e cuja atuação junto ao Ponto de Memória do Pompéu (MG) obteve reconhecimento.

No mesmo dia, outro destaque é a Trilha da Memória, ferramenta lúdica e pedagógica que utiliza o teatro no resgate da memória do Parque Zoobotânico, e visita mediada à exposição Terra Firme: de tudo um pouco.

No dia 24 tem a abertura da exposição Memórias Plurais; a apresentação da dança indígena Toré, e a apresentação de Tambores do Bairro Terra Firme, pelo Coletivo Casa Preta.

No dia 25, as atividades culturais iniciam com o projeto Arte Mania, do Ecomuseu da Amazônia – Fundação Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira. Mais tarde, tem ainda apresentação da dança afro Bambakerê, e de carimbó pelo Grupo de Carimbó Águia Negra – Comunidade de Icoaraci / Ecomuseu da Amazônia. A programação completa do 6º FNM está disponível para baixar.

Imagem destaque: Museu Goeldi/Conhecendo Museus (divulgação)
Imagens da matéria: IV Teia da Memória/divulgação