A presença da tecnologia nos museus também foi tema de painel hoje

Educação, difusão de conhecimento e comunicação digital marcam 1ª rodada de painéis

A diversidade de desafios e possibilidades em torno da promoção de museus e coleções esteve expressa na primeira manhã de painéis do 7º Fórum Nacional de Museus (FNM).

Painel sobre educação em museus

Painel sobre educação em museus

Os painéis reuniram representantes de museus e experiências brasileiras para apresentar e debater temas como programas educacionais, novas formas de comunicação e democratização de pesquisas realizadas em museus.

O painel “Programas educacionais em museus: como envolver os diferentes grupos sociais” enfatizou os esforços no sentido de trabalhar de maneira plural com os múltiplos públicos museais para além de suas exposições, promovendo ações educativas que permitam à comunidade a apropriação desses espaços.

Exemplo disso é o caso da experiência regional do Museu do Pão, situado em Ilópolis (RS), apresentado aos participantes pelo diretor Ismael Rosset.

A painelista Helena Quadros, especialista em ação educativa e cultural do Museu Paraense Emílio Goeldi e representante do Ponto de Memória de Terra Firme, também destacou a importância de atuar com seus variados públicos, abrindo as portas da instituição para que os visitantes acompanhem o trabalho dos pesquisadores e ajudem na construção de programas.

A aproximação com a vizinhança deu certo no Museu de Arte do Rio, que funciona junto com a Escola do Olhar, experiência apresentada pela especialista em pesquisa e ensino de arte contemporânea e gerente de educação Janaína Melo. Por fim, a chefe do Setor Educativo da Pinacoteca de São Paulo, Mila Chiovatto, apresentou os desafios enfrentados pela instituição para descobrir seus diferentes públicos e se aproximar deles, estimulando a visitação.

Museus e mundo digital

“Tecnologia não pode ser um atributo do museu, mas um serviço para a divulgação do seu acervo”, pontuou a diretora de conteúdo do Museu do Futebol, em São Paulo (SP), Daniela Alfonsi – uma das convidadas para o painel Novas formas de comunicação e de experiência no mundo digital.

A presença da tecnologia nos museus também foi tema de painel hoje

A presença da tecnologia nos museus também foi tema de painel hoje

O painel, que contou também com a participação da coordenadora do Projeto DAMI (voltado à digitalização do Museu Imperial), Muna Durans, e do diretor de comunicação do Museu do Amanhã, Rafael Veras, discutiu os novos aspectos da comunicação nos museus a partir do uso de novas tecnologias.

A experiência regional apresentada foi do Museu do Território, de Caxias do Sul (RS), feita pela museóloga e curadora Tânia Tonet.

Democratização do conhecimento

O terceiro painel da primeira manhã de 7º FNM contou com a participação de Simone Flores, coordenadora de projetos museológicos do Museu de Ciência e Tecnologia da PUC-RS, instituição que sedia o evento; Henrique de Vasconcelos Cruz Ribeiro, chefe da Divisão de Estudos Museais e Ações Comunitárias do Museu do Homem do Nordeste, em Recife (PE); e Fernando Oliva, curador do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Pesquisas em museus no painel 3

Pesquisas em museus no painel 3

Com o tema “Museu como lócus de produção de conhecimento: democratizando as pesquisas realizadas em museus” e mediado pelo diretor do Museu Histórico Nacional (MHN), Paulo Knauss, o painel abordou o desafio de conectar os variados púbicos com o conhecimento produzido pelos museus em suas áreas de atuação, em especial quanto a temas pouco explorados e não-convencionais.

O painel trouxe como convidada a vice-presidente do Movimento Internacional para uma Nova Museologia (MINOM) e professora da Universidade de Rondônia, Marcele Pereira, uma das fundadoras do Coletivo Afetivo de Mulheres do Campo da Museologia, o C.A.MU. C.A.MU., experiência surgida em Nazaré (RO) que é exemplo da conexão entre conhecimento museal produzido em conexão com a comunidade local.

A programação de painéis do 7º Fórum Nacional de Museus prossegue nesta quinta-feira (1), com mais três temas ligados à preservação e promoção no âmbito museal.

Texto e fotos: Ascom/Ibram