Conheça as conferências programadas para o 6º FNM

Conheça as conferências programadas para o 6º FNM

Durante o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM) estão programadas três conferências entre os dias 24 e 26 de novembro. As experiências e práticas inovadoras nos museus serão tema da conferência de abertura, programada para as 19h do dia 24, no Hangar em Belém (PA).

Conferencia24nov_6FNM

Angelo Oswaldo e Marcos André

O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, e o secretário de Economia Criativa do Ministério da Cultura (MinC), Marcos André Rodrigues de Carvalho, abordam os desafios impostos aos museus na sociedade contemporânea, como a imersão dos museus em um contexto de rápidas transformações tecnológicas, sociais e culturais.

Falam ainda, entre outros assuntos, sobre práticas inovadoras de gestão e a busca de soluções alternativas para a sustentabilidade econômica, social, cultural e identitária dos museus, além do papel destes como ato criativo e transformador do seu entorno.

No dia 25, a coordenadora do Programa de Fortalecimento de Museus do Ministério da Cultura da Colômbia, Maria Cristina Diaz Velásquez, é a conferencista.

CristinaVelasquez_Colombia

Maria Cristina Velásquez

O tema é Cooperação e Criatividade, e ela falará sobre os museus como espaços de apropriação e de produção de processos criativos e coletivos. A coordenadora do programa também discorrerá, por exemplo, sobre os museus como agentes mobilizadores de cooperação entre o local e o global. O escritor, poeta e professor de Museologia da Universidade Federal do Pará (UFPA), João de Jesus Paes Loureiro é o mediador.

Já no dia 26 será realizada a última conferência do evento, que terá como tema Museus vivem de futuro?, e será ministrada pela coordenadora do projeto Quartier21, dos Museus Quartier, localizados em Viena (Áustria), Ulrike Fallmann. O moderador é José Augusto de Paula Pinto, diretor e curador do Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu) em Minas Gerais.

Ulrike Fallmann

Ulrike Fallmann

A conferência tratará sobre o papel dos museus no processo de formação de cidadãos para uma vivência plena da democracia. Também abordará o museu como espaço mediador de trocas essenciais para a sociedade, um espaço onde se percebe o passado com os olhos voltados para o futuro.

Experiências regionais
A cada abertura de conferência ou de painel do FNM, haverá também, durante 15 a 30 minutos, a apresentação de casos da região norte do país que evidenciem boas práticas e experiências regionais envolvendo temas de interesse do setor. A iniciativa visa homenagear a esta região do país que recebe, pela primeira vez, o Fórum Nacional de Museus.

A programação do fórum contempla ainda minicursos, painéis, reuniões paralelas, comunicações coordenadas, e encontros, como o do Programa Nacional de Educação Museal e a IV Teia da Memória. Confira a programação completa.

O 6º FNM é uma realização do Ibram, este ano em parceria com a Secretaria de Economia Criativa (SEC) do MinC.

Foto destaque: Conferência de abertura durante o 5º FNM (2012).