Comunicação e formação de públicos na última conferência do 7º FNM

Comunicação e formação de públicos na última conferência do 7º FNM

Na terceira e última conferência do 7º FNM, a diretora executiva da Fundação Europeana tratou sobre Museus no século XXI: comunicação e formação de novos públicos.

Jill Cousins trouxe a experiência da formação da Europeana, um serviço de informação cultural online que integra coleções digitais de 180 instituições culturais da Europa.

7FNM_JillCousins

Jill Cousins durante a conferência Museus no século XXI

Ela iniciou a conferência com uma provocação, partindo de um vídeo de sensibilização feito pela Europeana em que foram colocadas as seguintes questões: “Você acredita que a cultura conecta a Europa em toda a sua diversidade? E que o patrimônio cultural digital pode criar uma economia inclusiva inteligente e que a cultura pode transforar o mundo?”.

Inovação e visibilidade
Cousins explicou que o projeto busca disponibilizar conteúdos de fontes confiáveis, que possam ser utilizados em pesquisas, educação ou apenas para entretenimento. Ela ressaltou ainda que o projeto beneficia também as instituições, pois os museus ganham visibilidade e isso amplia o entendimento do seu trabalho e de sua importância social.

“Além da oportunidade de fazer parte da inovação em relação às indústrias criativas, nós tentamos mostrar o impacto social, o impacto econômico que isso pode gerar”, reforça.”Ter dados abertos e de alta qualidade disponíveis pode nos ajudar a criar sociedades que se entendem melhor e também criar novos públicos. Quanto mais você dá, mais você consegue”.

Em seguida, a conferencista apresentou estudo de caso de museus na Europa que disponibilizaram seus acervos online, entre eles o Rijksmuseum, na Holanda, que liberou, a partir de 2012, seu acervo em Domínio Público.

Ela comentou que um dos fatores que motivou a direção do museu foi a intenção de preservar a reputação da instituição, pois circulava na internet uma grande quantidade de imagens do seu acervo com baixa qualidade e com informações erradas. Apesar da preocupação de ter uma diminuição na receita com a venda de produtos do museu, ao contrário do que se esperava as vendas foram impulsionadas.

Jill Cousins aproveitou a oportunidade do 7º FNM para anunciar que a Declaração de Proteção de Direitos Autorais utilizada pela Fundação Europeana está sendo traduzida para o português e estará disponível, em breve, na página da Europeana.

A mediação da conferência foi feita por Emílio Jeckel Neto, professor da PUC-RS e ex-diretor do Museu de Ciência e Tecnologia da instituição. Assista a conferência na íntegra com tradução simultânea para português.

Texto e fotos: Ascom/Ibram